Atendimento (11) 4013-3050 (11) 94051-3720 (Whatsapp)
Crajiru - Arrabidaea Chica
  • Crajiru - Arrabidaea Chica
  • Crajiru - Arrabidaea Chica

Crajiru - Arrabidaea Chica

Sku: 5B5F11DEE07AC-60 ML

Categoria: SaúdeFitoterápicosDores e articulaçõesDiabetesColesterolResfriados e Imunidade

Marca: Botica Real

Quantidade Disponivel: 10000 un

Lançamento

Frasco com

Unidade: un
un

Por R$ 45,90

à vista R$ 43,61 economize 5% no Depósito Bancário

ou em 9x de R$ 5,77

Ver parcelas
1xdeR$ 45,90 Sem Juros Total: R$ 45,90
2xdeR$ 23,98 Com Juros Total: R$ 47,97
3xdeR$ 16,22 Com Juros Total: R$ 48,67
4xdeR$ 12,35 Com Juros Total: R$ 49,38
1xdeR$ 45,90 Sem Juros Total: R$ 45,90
2xdeR$ 23,98 Com Juros Total: R$ 47,97
3xdeR$ 16,22 Com Juros Total: R$ 48,67
4xdeR$ 12,35 Com Juros Total: R$ 49,38
1xdeR$ 45,90 Sem juros Total: R$ 45,90
2xdeR$ 23,50 Com juros Total: R$ 47,00
3xdeR$ 16,03 Com juros Total: R$ 48,09
4xdeR$ 12,30 Com juros Total: R$ 49,19
5xdeR$ 10,01 Com juros Total: R$ 50,03
6xdeR$ 8,45 Com juros Total: R$ 50,71
7xdeR$ 7,33 Com juros Total: R$ 51,33
8xdeR$ 6,45 Com juros Total: R$ 51,63
9xdeR$ 5,77 Com juros Total: R$ 51,96
Frete e Prazo

Simule o frete e o prazo de entrega estimados para sua região:

Informações do Produto

Crajiru

 

O crajiru (Arrabidaea chica) é uma planta medicinal também conhecida como cipó-cruz, chica, cajuru, cipó-pau, paripari, pariri, oajuru, carajuru, carapiranga, carajiru, carajeru, crejer, puca panga, chica cricket-vine (inglês), dentre outros nomes populares. Inclui os sinônimos botânicos Bignonia brachypoda, Arrabidea platyphylla e Bignonia platyphyllan. Pertence à família Bignoniaceae. 

O crajiru (pariri) é considerado por estudiosos e especialistas como uma das mais poderosas no combate de diversas enfermidades, inclusive o câncer. Promete ainda beneficiar diabéticos com ulcerações, pacientes imunodeprimidos e psoriáticos.

O crajiru é comumente encontrado na Floresta Amazônica e pode ser utilizado para o tratamento de anemias causadas pela carência de ferro (anemia ferropriva), uma vez que possui grandes quantidades deste mineral.

 

Propriedades do Crajiru:

Por conter taninos, possui leve ação cicatrizante; por conter flavonoides, ação anti-inflamatória. Assim, o crajiru pode ser utilizado em forma de banhos e lavagens para auxiliar no tratamento de afecções na pele (picadas de insetos, ferimentos, psoríase) ou na região íntima.

Quando consumido em forma de chá, ajuda na cicatrização de úlceras gástricas e serve como antidiarreico. Com precaução pode ainda ser adjuvante no tratamento da conjuntivite não complicada. Também pode ser utilizado como cosmético, em pomadas e cremes ou mesmo em forma de tinturas para cicatrização de acne, diminuição da inflamação e da vermelhidão da pele. Os extratos do crajiru demonstraram atividade de reparo do DNA, evitando o surgimento de tumores e ainda possuem a ação cicatrizante.

 

Ação antitumoral (leucemia e câncer):

É comprovado cientificamente que o crajiru inibe o desenvolvimento das células tumorais e é excelente auxiliar no tratamento do câncer, além de facilitar a ação da quimioterapia ou da radioterapia. Devido ao principio ativo chamado antocianina (antioxidante) presente em sua composição, o pariri é capaz de combater os radicais livres que predispõem o aparecimento de doenças em geral. O chá de pariri aumenta as plaquetas, hemoglobina, hemácias e leucócitos no organismo, além de reduz os efeitos colaterais decorrentes da radioterapia/quimioterapia, tais como enjoo, debilidade e doenças oportunistas.

 

Atividade cicatrizante do Crajiru: 

O pariri pode ser muito eficiente para pacientes diabéticos com ulcerações e pessoas que sofrem com a psoríase. Suas propriedades aumentam a biossíntese do colágeno e fibroblastos, impedindo a degradação ao mesmo tempo que aceleram o processo de cicatrização de feridas. A aplicação tópica do extrato bruto em modelos experimentais do processo cicatrizante in vivo reduziu em 96% a área cutânea ulcerada após dez dias de tratamento. Ao analisar a atividade anti-infamatória do extrato aquoso de Arrabidaea chica sobre edema induzido por venenos de serpentes amazônicas, verificaram que o extrato inibe até 92,52 % do veneno de Crotalus após seis horas de exposição por via intraperitonial. Estudos de Oliveira e colaboradores (1998) indicaram a ação cicatrizante em feridas abertas nos animais tratados com a loção produzida do extrato foliar da planta.

 

Ação anti-hipertensiva:

A elevação da pressão arterial representa um fator de risco independente, linear e contínuo para doença cardiovascular. Entre os fatores de risco para a mortalidade, a hipertensão arterial é causa de 40% das mortes por acidente vascular cerebral e 25% daquelas por doenças coronariana. O pariri relaxa os vasos sanguíneos, ou seja, auxilia na redução da pressão arterial.

 

Atividade anti-inflamatória do Crajiru: 

A ação anti-inflamatória do crajiru pode estar relacionada à presença de triterpenos, flavonoides e saponinas encontradas nos extratos clorofórmico, em acetato de etila e etanólico. Possui ação protetora do fígado (regenerador e protetor do fígado).

 

Antifúngico e antibacteriano:

O extrato etanólico presente nas folhas apresenta significativa atividade antimicrobiana, confirmando o potencial medicinal. Dessa forma previne o surgimento de doenças bacterianas, como por exemplo, a candidíase, herpes, conjuntivite.

 

Ação diurética do Crajiru:

A infecção urinária é um problema bastante comum entre as mulheres, por causa da anatomia específica do aparelho excretor feminino. Os sintomas mais recorrentes são a ardência ao urinar, sensação de queimação, idas frequentes ao banheiro, dor na região do baixo ventre ou na lombar e quantidade diminuída de urina. Tais sintomas são causados pela presença de microrganismos que podem atingir as vias urinárias e os rins. Com ação diurética, o crajiru estimula a produção de urina e combate doenças como cistite, cálculo renal e insuficiência renal.

 

Contraindicações e efeitos colaterais do Crajiru:

Não foram relatados efeitos colaterais decorrentes do uso nas bibliografias consultadas.

Contraindicado para gestantes e mulheres que estão amamentando. 

 

Curiosidades:

O chá de crajiru preparado a partir de suas folhas verdes, é um líquido vermelho, tanto que seus frutos eram comumente usados por indígenas para a pintura de corpos e objetos. Há citações sobre esta propriedade corante na obra “Iracema” de José de Alencar: “Ao romper d’alva, Poti partiu para colher as sementes de crajuru que dão a bela tinta vermelha[…]”.

A família Bignoniaceae possui cerca de 120 gêneros com aproximadamente 800 espécies que são encontradas na sua maioria, em regiões tropicais e subtropicais, com dois grandes centros de distribuição geográfica (Brasil e o Continente Africano). Observa-se que o Brasil é, provavelmente, a região onde a família apresenta-se com o maior número de espécies, ocorrendo desde a Amazônia até o Rio Grande do Sul, não possuindo um habitat único. A Arrabidaea chica faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Saúde do Brasil.

 

Recomendação de uso:

Tomar 1 ou 2 capsulas de 2 a 3 vezes ao dia.

 

Referências:

 

Evaluation of the toxicity and antimicrobial activity of hydroethanolic extract of Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) B. Verl.

Mafioleti, Luciano; da Silva Junior, Iberê Ferreira; Colodel, Edson Moleta; Flach, Adriana; Martins, Domingos Tabajara de Oliveira.

J Ethnopharmacol; 150(2): 576-82, 2013 Nov 25.

http://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/mdl-24070833

 

Atividade antiinflamatória do extrato aquoso de Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) B. Verl. sobre o edema induzido por venenos de serpentes amazônicas / Anti-inflammatory activity of the aqueous extract of Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) B. Verl. on the self-induced inflammatory process from venoms amazonians snakes

Oliveira, Denys Paixão Costa de; Borrás, Maria Rosa Lozano; Ferreira, Luis Carlos de Lima; López-Lozano, Jorge Luis.

Rev. bras. farmacogn; 19(2b): 643-649, abr.-jun. 2009. graf

http://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/lil-531836

 

Evaluation of wound healing properties of Arrabidaea chica Verlot extract.

Jorge, Michelle Pedroza; Madjarof, Cristiana; Gois Ruiz, Ana Lúcia Tasca; Fernandes, Alik Teixeira; Ferreira Rodrigues, Rodney Alexandre; de Oliveira Sousa, Ilza Maria; Foglio, Mary Ann; de Carvalho, João Ernesto.

J Ethnopharmacol; 118(3): 361-6, 2008 Aug 13.

http://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/mdl-18573628

 

Avaliação das alterações pleuropulmonares após a injeção de óleo de resina de copaíba, extrato aquoso de crajiru e polivinilpirrolidona iodado (PVPI) na pleura e parênquima pulmonar de ratos / Evaluation of the pleuropulmonary alterations after injection of copaiba oil, aqueous extract of crajiru and iodine PVP in the pleural space of mice

Westphal, Fernando Luiz; Lima, Luiz Carlos de; Guimarães, Ricardo Alexandre; Souza, Risonilce Fernandes Silva de; Couto, Saulo Brasil do; Nakajima, Sílvia Rocha.

http://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/lil-458873

Avaliação dos Clientes
  • Nenhum comentário foi postado para esse produto, seja o primeiro!